terça-feira, 17 de julho de 2007

Nasce um soneto...





















Nasce um soneto em meu caminho
Inspirado na chuva que em minha fronte goteja
Enquanto vago por aí sozinho
Em busca do que minh’alma deseja

Guarda estes versos em teus lençóis de linho
Onde eu não os veja
Pode ser na derradeira taça de vinho
O lugar deles é onde queres que seja

E diante da folha de papel desnuda
Percebo: é só mais um de meus sonetos
Não... não era Espanca, nem Neruda

Não, não eram eles... nem sessenta, nem cem
Apenas um: dois quartetos, dois tercetos...
Todos para ti e para mais ninguém

12 comentários:

Caio Alvalez disse...

Ai se ve quando voce menos espera,tira uma foto fantastica!
rs
abracos
Raphael

Alessandra Leite disse...

Sabe que desta vez me liguei mais na foto??? Faz pensar...

o soneto tá lindo também!

um super beijo....saudades!

Tati disse...

Visto em sessão avant premier já num primeiro momento gostei do texto que apresentaste, em especial, como disse ontem, do lance sobre a taça de vinho.

Consegui me ver num ambiente a meia luz, um livro nas mãos, reconfortada num bom almofadão e, claro, saboreando um bom vinho.

Depois, vendo o intercâmbio imagem-texto o pouco que pude articular em palavras perdeu-se. Fico a olhar um e outro sem ter habilidade para comentar alguma coisa.

Parabéns pela criatividade!

Andre disse...

aaaaaaaaaah se o Vilela te visse agora!!!
e pensar que ninguém dava nada por ti, hein?! rerere
poeta e fotógrafo!
parabéns cara!

Amarildo disse...

Amigão você arrebentou com essa foto heimmmm.

Parabéns

Vitor Hugo Alves disse...

Ficou muito legal Raphael.

Gostei do "minh’alma"!! hehe

0lga Freire disse...

parabéns, te amo, adoro ver e ler tudo que vc. faz, bjos. mamãe

Michelle disse...

É Rapha...nasce um soneto a cada momento da sua vida...lindo.
Há...não esquecendo, parabéns...pela foto vencedora do grupo escrita da luz...as outras estavam mutos linda....mas a sua merecia...bjos

www.aescritadaluz.blogspot.com

bibi pascarelli disse...

Oi Raphael, muito obrigada pelo incentivo. Adorei seu blog... lindas fotos. Assim que souber mexer direito ponho um link lá para a sua página.
Um beijão

bibi pascarelli disse...

Oi Raphael, obrigada pelo incentivo. Achei seu blog demais... as fotos são maravilhosas. Assim que eu souber mexer direito lá no blog ponho o link da sua página. Um beijão.

André Marques disse...

mi hermano! jo, como soy un grande fanáctico por su obra, venho acá expressar-te mis sincieros agradecimientos por su recoñecimiento pela miña vêa artísctica e pelo link en su web-sitio. usted está me deviendo una visita para beber una cueca-cuela e comermos un buelo de cueco ou una panela de pipueca. muchas gracias amigo mio. Andrezito Marquéz

Gina Mardones disse...

Neruda e Florbela tinham seus motivos (ou inspirações) para escrever sonetos. Você tem os seus, por isso suas palavras são tão belas quanto as deles. O poeta não é aquele reconhecido mundialmente, é aquele que tem no peito o amor pela vida. Isso você tem de sobra.