quinta-feira, 12 de julho de 2007

Sobre o olhar da alma





















O que querem de mim essas palavras?
Inquietas como o vento
(uivam... uuuivam...)
Desfazem nuvens carregadas
E levam embora o desalento

Agora mais arredias
São as mesmas palavras de outrora
(esbravejam... relutam...)
Trazem rimas de noites com dias
E levam significados mundo afora

E o que dizem é um tanto evidente:
- O corpo não enxerga a verdade...
... somente o olhar da alma é clarividente

9 comentários:

André Marques disse...

aaaaaai meu "célebro"! rs
mermão, isso, acompanhado dum violão, já dá pra particiar daqueles saraus da galera de filosofia lá da universidade... :)
foto muito lôca, hein!
é sempre uma satisfação ler seus textos... agora acompanhados de suas fotos está cada dia melhor!
abraço!

0lga Freire disse...

meu filho parabéns, tanto a foto quanto ao texto estão 1000, bjos da sua eterna fã,mamãe

Tati Almeida disse...

Rapha, já estava esperando um texto novo. Virou hábito vir ao teu blog ver tuas fotos e letras. E é engraçado, mas estás me educando a ver poesia em foto.
Beijos.Saudades.

Michelle disse...

Rapha...passei só te deixar um oi mesmo parabéns pelo blog....bjos

fabiana disse...

Quando o olhar da alma é clarividente, vale mais que mil palavras ditas!!
Bjoss!!

Ia disse...

ia

Ia disse...

Ia

Acho que minha alma ta com defeito entao =xx haha
Adorei viu?
:D

sheila benjamin disse...

rapaz ...
no caso eu fiquei em dúvida se olhava para a foto ou se lia o texto.. fiquei numa briga danada de interesses aqui ...
a imagem não tá falando, ela tá gritando...
e o texto... tb grita.
q bom ver a força das suas expressões. estão ainda mais potentes.

Mariane disse...

Minha alma não quer esconder minha predileção pela fotos... elas falam por si. Não precisam de mais nada. Bjs