sábado, 27 de setembro de 2008

No fim das contas


Dias se vão, mas não em vão...
É a mais pura aritmética
E deténs toda razão
Em mãos! Menos a trigonométrica

Se te subtrai pela tangente, tanto faz...
Então, o que me somam cossenos?
Pois, no fim das contas, cada dia a mais
é, na verdade, só um dia a menos

6 comentários:

Virgínia Allan disse...

Um poema matemático certamente não saberei nunca fazer...poetisa quadrada (não ao quadrado) é o que sou...bom...mas, como dizia o velho leão da montanha (um personagem de desenho que não é do teu tempo)"saída pela direita"...ops...aqui eu vou...pelo poema percebo que andas a aproveitar os dias...é isso aí...beijo

cassinha disse...

Cada dia a mais, é um dia a menos
para um abraço
para um beijo
para uma conversa
ou para simplesmente
um aperto de mãos.

Cada dia a mais, é um dia a menos
para fazer dos meus dias mais felizes.

Dias, passe rápido, sem que eu perceba.

Nathy disse...

Lembrei do que vc disse quanto as interpretações de poemas e músicas...
As vezes eu não sei se isso é bom ou ruim, depende.
Bjs Rapha =)

Fatum disse...

Se é um dia a mais ou a menos, depende de qual perspectiva nossa visão, deturpada ou não, consegue enxergar.

Mais um que gostei demais!

Bjo!

0lga disse...

cada dia, cada dia, mais um dia em nossa vida pode nos trazer felicidade, mais tbém pode ser o contrario, porisso vamos saber viver, aproveitar cada dia como se fosse o último. bjo no seu coração, te amo.

;-) disse...

...e de menos em menos, o mais. mais nada.
aproveite!