segunda-feira, 7 de abril de 2008

Soneto Quadrilátero





















Vivo em meio a um quadrilátero
que me parece desigual
longe da medida ideal...
Mas que – juram seus lados – é equilátero

Vivo enquadrado pelos quatro elementos:
ar, água, terra e fogo
como os dados de um jogo
no tabuleiro da rosa-dos-ventos

Vivo enquadrado em trâmites do Direito
enclausurado dentre trovas
sufocado em ar rarefeito

Vivo enquadrado... Antes fosse apenas suspeito!
E estes versos – confesso – são as provas
evidências de um crime imperfeito

11 comentários:

Jorge Leite disse...

Queria saber escrever assim... Não consigo entender, como as palavras chegam, ou deixam as idéias, para se transformarem nesses textos magníficos (não se gaba heim, já deve estar se achando), que transparecem sentimento puro.

Afonso Jr. disse...

Foste enquadrado
e geraste um texto em quadrado.
Forte abraço!

Afonso Júnior disse...

Foste enquadrado,
e aí está um belo texto em quadrado.

clickamazonia disse...

Muito bem enquadrado, mais uma combinação perfeita entre as duas artes.

Parabéns Raphael.

Amarildo.

Valdete Araújo e Jackie Nascimento disse...

Ah... esse mundo tão redondo, e tão antiquadro (hehehe)

Bjos rapha

0lga disse...

Meu filho gostei do "enquadrado em trâmites do Direito", sei muito bem porque o concordo com o Afonso, te amo.

Fatum disse...

É...li tudo. Li você. Pássaro enquadrado em mais um enquadramento perfeito, em ondas de dias imperfeitos, mas necessários...

Estou sempre aqui! Parabéns pelo texto, pela foto.

Love U!

kêmmela_karoline disse...

Boa tarde mocinho!Estava observando o seu blog e claro adorei, as fotos são belissimas e os textos são muito bons também, tenho interesse em fazer algumas fotos, vc trab dessa forma? encaminho o meu e-mail caso haja interesse de sua parte.De qualquer forma aceito sugestões.
Atenciosamente,

Kêmmela Lima

E-mail: kemmelalima@gmail.com

CÍNTIA GOMES disse...

Rapha, são inúmeros os quadriláteros que nos aprisionam, assim como o vislumbre de liberdade em seus vértices!
Precisamos acreditar nisso, ou sucumbiremos asfixiados pela dantesca realidade!!!!!

Toda vez que entro no seu blog, releio seus textos e me delicio com a sua poesia despretensiosa...continue alimentando as nossas almas!!! Thanks!!!

Denise disse...

Você nasceu enquadrado. Nasceu já cheio de invejáveis crimes.
As várias provas estão publicadas, aqui e em outros...
Será que por isso que te gosto tanto?

Mie Aurea disse...

adorei essa foto.