quinta-feira, 25 de outubro de 2007

Do que se tinha em mãos
















Já foram as cores tão desbotadas
E tudo o que prometo
Tantas as semanas passadas
Tomando a forma de um soneto

Se há nuvens no céu
Contemple-as enquanto lá estão
Não importa se numa folha de papel
Ou na nota desafinada da canção

Benditas as palavras poucas
E as vozes que soam roucas
Porque delas ainda dispomos

Mas foi-se o dia...
E foi-se a poesia...
E foi-se o tempo em que éramos o que somos

10 comentários:

0lga Freire disse...

A vida nos oferece tantas oportunidades e tantas coisas belas e deixamos passar e somente ao passar o tempo é que vemos quantas coisas perdemos, portanto meu filho aproveite cada momento ,cada segundo e agarre com garra todas as oportunidades da vida, está linda a foto diz tudo e eu te amo e me orgulho cada vez mais de você, um cheiro cheiroso.

Lissa disse...

É Rapha...
O tempo é precioso, quando nos damos conta a vida passou, aproveitemos cada minuto como se fosse o último.
Aproveito as palavras de sua mãe... Aproveite cada instante por aí... boa sorte meu amigo!

bjo

Lissa disse...

É Rapha...
O tempo é precioso, quando nos damos conta a vida passou, aproveitemos cada minuto como se fosse o último.
Aproveito as palavras de sua mãe... Aproveite cada instante por aí... boa sorte meu amigo!

bjo

Fabiana disse...

Tempo precioso que nao volta mais... e ao mesmo tempo cruel, por nao poder voltar atras!!

Alessandra Leite disse...

Que os "Tempos Idos", como diria mestre Cartola, possam nos trazer a doce sensação de terem valido a pena...que seja uma pena a acariciar nossos corações satisfeitos. E jamais um martelo a nos culpar pelo que deixamos de fazer por pura covardia...

Isso seria: primeiridade? Secundidade? Terceiridade? Indícios.....mensagem sincréticaa???? hehehehehe Tô brincando!!! E tentando assimilar a tua aula!

Acabei de ler o teu comentário no fotolog. É aquilo mesmo! :o))

Adoro-te! ♥

Vitor Hugo Alves disse...

Adorei muito esse Raphael!!! ;-)

Anônimo disse...

Raphael Alves, saborear seus textos foi uma maravilha e contemplar suas fotografias(belas fotografias por sinal) foi melhor ainda. Parabéns pelo blog. Pode crê, vou passar a acessá-lo com frequência.
Você além de bom professor e bom fotógrafo, também é bom poeta.
Fiquei realmente muito encantando com a harmonia texto-imagem; vale a pena passar a tarde lendo.Mais um vez parabéns pelo bonito trabalho.

Luiz Guilherme Melo

Anônimo disse...

Raphael Alves, saborear seus textos foi uma maravilha e contemplar suas fotografias(belas fotografias por sinal) foi melhor ainda. Parabéns pelo blog. Pode crê, vou passar a acessá-lo com frequência.
Você além de bom professor e bom fotógrafo, também é bom poeta.
Fiquei realmente muito encantando com a harmonia texto-imagem; vale a pena passar a tarde lendo.Mais uma vez parabéns pelo bonito trabalho.

Luiz Guilherme Melo

Anônimo disse...

Raphael Alves, saborear seus textos foi uma maravilha e contemplar suas fotografias(belas fotografias por sinal) foi melhor ainda. Parabéns pelo blog. Pode crê, vou passar a acessá-lo com frequência.
Você, além de bom professor e bom fotógrafo, também é bom poeta.
Fiquei realmente muito encantando com a harmonia texto-imagem; vale a pena passar a tarde lendo. Mais uma vez parabéns pelo bonito trabalho.

Luiz Guilherme Melo

Anônimo disse...

um mundo da cartola?
e de ponta cabeça!!!
é... a poesia se perdeu, ou ficou presa nas suas fotos...