sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

Soneto pela folia















Apenas porque são de carvões e cristais
saudosas fantasias...
Travestidas noites em dias
por estes e outros carnavais

Em meio a máscaras, um encontro fugaz
que, se pelo momento reinasse,
desenharia uma lágrima na face
e pela alma que ali jaz

Pois, como Pierrot, quisera eu a alegria
de desaparecer pelas esquinas
em travessuras de Arlequim

E neste soneto pela folia
que fosses Colombina
e teus versos, somente para mim

13 comentários:

Flavia disse...

A procura de um encontro que apesar de transitório pode se torna significante,para ambos.Uma busca que muitos procuram na folia do carnaval.
Uma boa reflexão nessa época!
Flávia Lopes;)

Larissa Aizzo disse...

rafa, que lindo tanto a poesia e mais ainda a fotografia! Parabens... vc fez uma otima composição na foto. Você tirou na sua cidade?

D.A.Do.Fleming disse...

sempre dizemos que queremos estabilidade, mas queremos mesmo é carnaval, na veia.

Anônimo disse...

"As suas palavras além de ser as mais cinceras......também são as mais belas". Vou pedir para papai do seu colocar vc no meu caminho....beijos...gatinho!

Monick Maciel disse...

Eu que nunca comento, desta vez não vou deixar passar...

Que bom saber que um bom papo com você, transforma-se em poesia.

O sonho triste de Pierrot, a alegria de Arlequim e o dilema da Colombina (sonho ou realidade), simplesmente me encantam...

Conversar com vc é música para os meus ouvidos.

Te adoro, Raphinha.

maquinadepinball disse...

a minha mai sincera palavra pra você é a seguinte: incrível.

Alexandre Fonseca disse...

Meu grande amigo. não foi atoa que convidei você pra fundar nosso grupo...parabés pelas belas imagens e maravilhosos textos que leio aqui diariamente...você é o cara...rs...lembre disso...

Marcelo Cadilhe disse...

eae rapz tento mais uma vz postar aqui no seu blog q esta muito bacana, parabens belas imagens e com o Alexandre...

abracao

monick pierrot maciel ;) disse...

Apenas para os curiosos...

O trio por Menotti Del Picchia:

http://www.revista.agulha.nom.br/mpicchia04p.html

Bjo

Jorge Leite disse...

tah aew... gostei! Lembro dessa imagem tb! Realmente ficou perfeito essa combinação!
No que tu te inspiras heim?

Samira Benoliel disse...

"Em meio a máscaras, um encontro fugaz
Que se pelo momento reinasse
Desenharia uma lágrima na face
E pela alma que ali jaz"

as boas lembranças de velhos e saudaveis carnavais, mostram que o antigo é belo e o novo ja nao se refaz.

lindo demais Rapha,
a foto descreveu o texto
e o texto recitou a foto!

Parabéns

André Marques disse...

mas tu és um fanfarrão mesmo, hein?! rsrsrs

Michelle disse...

Como o André disse, seu fanfarrão...rsrsrs.
Lindo o poema...a foto, sem comentários pq eu ja conhecia e ja havia elogiado....bjosssss.